Relembrando "Os Karas"

Muito antes de Robert Langdon sair por aí desvendando códigos secretos, eles já existiam e faziam sucesso entre estudantes dos anos 80 e 90.

Ao contrário do personagem dos livros de Dan Brown - que é um professor especialista em simbologia - Miguel, Crânio, Magrí, Calu e Chumbinho são apenas alunos de um colégio conceituado em São Paulo. Juntos, os cinco formavam os "Karas".

O Karas
Os livros da saga dos "Karas"
O quinteto, saído da cabeça do escritor Pedro Bandeira, foi apresentado no livro A Droga da Obediência (1984). Nele, um homem misterioso utilizava uma droga para controlar a mente dos alunos mais atléticos dos melhores colégios de São Paulo. Seu nome: Dr. Q.I.

Miguel era o líder da trupe, o fundador do grupo; Crânio, o mais inteligente; Calu, o grande ator; Magrí, a atleta; Chumbinho, o novato cheio de grandes idéias.

Neste primeiro livro conhecemos cada um deles. Suas personalidades, características e medos.

Os 5 amigos voltaram em Pântano de Sangue (1987) e enfrentaram o crime organizado em pleno Pantanal do Mato Grosso. Lá eles se envolvem em uma trama sobre a destruição de jacarés, dos índios e da natureza. O vilão da vez é o temível Ente.

Em Anjo da Morte (1988), os cinco adolescentes envolvem-se na investigação do assassinato de um grande ator de teatro. Mal sabiam eles que teriam de enfrentar o Anjo da Morte, ex-oficial nazista culpado do massacre de milhares de pessoas em um campo de concentração durante a Segunda Guerra Mundial. 

A disputa entre Miguel e Crânio, pelo amor de Magrí, abala a união do grupo em A Droga do Amor (1994). Um cientista americano, que havia criado a cura para o mal que transformava o sentimento amoroso em morte, é sequestrado no Brasil. Magrí e Chumbinho tenta reaproximar os amigos para investigar esse crime tão tremendo para a humanidade.

Em Droga de Americana! (1999), Peggy, amiga de Magrí e filha do presidente dos Estados Unidos, que estava no Brasil para uma exibição de ginástica olímpica, é sequestrada colocando novamente os Karas em ação. Com apenas 6 horas para agir, e desta vez comandados por Chumbinho.

A Droga da Amizade
Livro de 2014, A Droga da Amizade
Em 2014, Bandeira resolveu trazer novamente o grupo de amigos em A Droga da Amizade. Desta vez foi mostrado como Miguel conheceu e escolheu Magrí, Crânio, Calu, Chumbinho e a americana Peggy para formar esta turma tão especial.  Como cada um deles demonstrou ao líder dos Karas que era uma pessoa essencial, tanto pela coragem, honestidade, caráter quanto pelo desejo de mudar o mundo para melhor. E o que teria acontecido com eles depois de todas as aventuras que estes sete heróis viveram e em que se terão transformado todos eles depois de adultos.

São histórias que nos faziam viajar em cada parágrafo e, para muitos, o início na arte da leitura. Eu, em particular, sempre gostei mais deste tipo literário: suspense, investigação e aventura. E "Os Karas" me proporcionou exatamente isso, uma leitura divertida e instigante

Abaixo o autor Pedro Bandeira falando sobre este grupo de amigos tão especial para nós:



Comentários