Saúde Mental│Depressão x Tristeza

De acordo com o (CID 10 – F33) é uma doença psiquiátrica crônica e recorrente que produz uma alteração do humor caracterizada por uma tristeza profunda, sem fim, associada a sentimentos de dor, amargura, desencanto, desesperança, baixa autoestima e culpa, assim como distúrbios do sono e alimentares. 

É uma doença que exige acompanhamento médico, psiquiátrico e psicológico para determinar sua gravidade e identificar sintomas. 
Tendo em vista que o número de casos cresceu muito e ainda há pessoas que dizem ser besteira ou fingimento, sendo comum muitas pessoas disfarçarem a dor com um sorriso no rosto, mas no fundo aquilo está lhe corroendo. Uma maneira de enxergar a depressão na outra pessoa e ter empatia que é se colocar no lugar da outra e ver o que a mesma sente. 

A escuta ampliada, ajuda necessária e acolhimento são capazes de ajudar a pessoa a sair dessa situação, mas a mesma tem que querer e ter força de vontade. Só ela é capaz de escolher o melhor caminho. 

A depressão é classificada em três diferentes graus típicos (leve, moderado ou grave), o paciente apresenta um rebaixamento do humor, redução da energia e diminuição da atividade. Existe alteração da capacidade de experimentar o prazer, perda de interesse, diminuição da capacidade de concentração associadas em geral à fadiga, mesmo após um esforço mínimo. 

Observa-se em geral problemas do sono e diminuição do apetite. Existe quase sempre uma diminuição da autoestima e da autoconfiança, e frequentemente ideias de culpabilidade e ou de indignidade, mesmo nas formas leves. 

Durante os períodos de humor deprimido, pelo menos dois dos seguintes sintomas adicionais estão presentes: Apetite diminuído ou hiperfagia (aumento do apetite), insônia ou Hipersonia (sonolência excessiva), fadiga, baixa autoestima, fraca concentração ou dificuldade em tomar decisões e sentimentos de desesperança. 

Já tristeza pode ser normal e é um indicador de doença subjacente somente quando os sentimentos se tornam excessivos, obsessivos e interferem no dia a dia.

É importante distinguir a tristeza patológica daquela transitória provocada por acontecimentos difíceis e desagradáveis, mas que fazem parte da vida de todas as pessoas, como a morte de um ente querido, a perda de emprego, os desentendimentos amorosos e familiares, dificuldades econômicas etc. 

Como vimos acima a tristeza é se sentir deprimido em resposta a um sofrimento, perdas, desânimo ou decepção, se este estado for contínuo, pode indicar depressão.

Colaboração de: Paola Alves Pinto
Amo conhecer pessoas e ajuda-las. Amante da psicologia e como a mesma pode mudar vidas."   

Formada em Psicologia (CRP: 5/53273), Pós-Graduada em Gestão Estratégica de Pessoas e Pós-graduanda em Saúde Mental e Atenção Psicossocial

Contatos: Facebook: paola.alves.750 /  Instagram: @psipaolaalves /  Tel: 21 967276568

Comentários