Saúde Mental│Motivação: Impulso que nos move todo dia!

Motivação é um impulso que faz com que as pessoas ajam para atingir seus objetivos e realizações é um movimento para a ação. Tendo um motivo consequentemente terá uma ação. Está conectada com a intensidade, direção e persistência do esforço realizado pelo indivíduo para alcançar determinado objetivo. 

Envolve fenômenos emocionais, biológicos e sociais e é um processo responsável por iniciar, direcionar e manter comportamentos relacionados com o cumprimento de objetivos. É o que faz com que os indivíduos deem o melhor de si, façam o possível para conquistar o que almejam. 

A motivação é um elemento essencial para o desenvolvimento e aperfeiçoamento do ser humano. Sem motivação é muito difícil cumprir algumas tarefas e estabelecer metas. É muito importante ter motivação para estudar, para fazer exercício físico, para trabalhar, entre outras coisas na vida que são importantes. 

É um tópico muito estudado pela psicologia, para saber o que faz com que as pessoas se comportem da maneira que fazem, de onde sai a motivação, e o que ocorre quando as pessoas não são motivadas. É avaliada em certos tratamentos psicológicos em que é imprescindível medir a disposição real que um indivíduo tem para iniciar um tratamento. 

A motivação pode acontecer através de uma força interior, ou seja, cada pessoa tem a capacidade de se motivar ou desmotivar, também chamada de automotivação, ou motivação intrínseca. Há também a motivação extrínseca, que é aquela gerada pelo ambiente que a pessoa vive, o que ocorre na vida dela influencia em sua motivação. Na área da psicologia, Maslow e McClelland criaram suas teorias para motivação. Maslow disse que o homem se motiva quando suas necessidades são supridas, como a autorrealização, autoestima, necessidades sociais, segurança e necessidades fisiológicas. Já McClelland, indicou três necessidades que são essenciais para a motivação: poder, afiliação e realização. 

Segundo Abraham Maslow, psicólogo americano, o homem se motiva quando suas necessidades são todas supridas de forma hierárquica. Maslow organiza tais necessidades da seguinte forma: 
  • Autorrealização 
  • Autoestima 
  • Sociais 
  • Segurança 
  • Fisiológicas 
Tais necessidades devem ser supridas primeiro no alicerce das necessidades escritas, ou seja, as necessidades fisiológicas são as que dão partida no processo motivacional. Porem para algumas pessoas se começa de forma diferente não sendo obrigatória essa ordem. 


Para Frederick Herzberg, a motivação é alcançada através de dois fatores: 

Fatores higiênicos: são estímulos externos que melhoram o desempenho e a ação de indivíduos, mas que não consegue motivá-los.

Fatores motivacionais: são internos, ou seja, são sentimentos gerados dentro de cada indivíduo a partir do reconhecimento e da autorrealização gerada através de seus atos. 

Automotivação 

A automotivação é o ato de motivar a si mesmo, é uma questão pessoal. Quanto a motivar uma equipe ou grupo, é preciso deixar claro que nenhuma pessoa motiva a outra. O que você pode fazer é fornecer instrumentos e condições para que alguém se motive, e essa pessoa passa, então, a agir de forma motivada na busca de metas e objetivos que, para ela, podem se tornar significativos e lucrativos. 

A automotivação ocorre de forma mais fácil se você possuir dois componentes básicos: metas profissionais, pessoais e autoestima. As metas devem estar como prioridade em aspirações pelas quais você faria qualquer esforço e pagaria qualquer preço para atingir. 

Porque as pessoas ficam desmotivadas? 

Diversos fatores podem acarretar a desmotivação de um indivíduo. São fatores sociais, financeiros e emocionais. 

A pessoa desmotivada acaba se prejudicando e também os outros, levando para o trabalho problemas pessoais como brigas de família, termino de relacionamento e assim acarretando uma série de problemas não resolvidos e angustias, mas além disso, as pessoas se sentem desmotivadas por causa do seu líder que não lhe dá ouvidos, não escuta suas opiniões e questões pessoais, salário não é compatível com seu cargo, falta de recompensas, elogios e reconhecimento pelo trabalho feito. 

Neste caso a pessoa desmotivada decai num abismo e a mesma se arruína, por isso o chefe ou líder deverão ficar atentos a qualquer mudança desse colaborador e questionar o que está havendo, lhe dar feedbacks para avaliar o desempenho desse profissional e o porquê está triste e apático. 

O mesmo poderá vir a obter uma depressão ou ansiedade, levando a graves sintomas acarretados por essas doenças. Parece besteira, mas não é. Muitas pessoas têm vergonha de expor sua situação de desconforto para amigos e seus líderes, assim acabam adoecendo lentamente, mas sendo as vezes visível aos olhos de colegas mais próximos. 

Uma forma de fugir da desmotivação é não se calando diante do que lhe faz mal, fuja de problemas que não são seus, se motive a ser melhor no que faz e se capacite mais, faça aquilo que lhe der prazer e que ama, procure por inspirações, fale de metas e objetivos com outras pessoas, pense nos benefícios e não nas dificuldades, seja positivo e se comprometa com aquilo que lhe foi dito e solicitado. Isso tudo pode acontecer se o mesmo tiver a consciência de buscar ajuda, reconhecer seus erros e anseios e se reerguer diante do ocorrido. Para ter uma vida mais saudável e conviver num ambiente de trabalho mais tranquilo, procure fazer o que gosta, não deixe o medo te prender.

Colaboração de: Paola Alves Pinto
Amo conhecer pessoas e ajuda-las. Amante da psicologia e como a mesma pode mudar vidas."   

Formada em Psicologia (CRP: 5/53273), Pós-Graduada em Gestão Estratégica de Pessoas e Pós-graduanda em Saúde Mental e Atenção Psicossocial

Contatos: Facebook: paola.alves.750 /  Instagram: @psipaolaalves /  Tel: 21 967276568

Comentários