Saúde Mental│Setembro Amarelo- Prevenção ao Suicídio

Este é um tema complexo e delicado que requer atenção e tem o intuito de ajudar e devemos falar não só em setembro, mas todos os dias do ano. 

Setembro Amarelo é o mês dedicado à prevenção do suicídio. Trata-se de uma campanha, que teve início no Brasil em 2015, e que visa conscientizar as pessoas sobre o suicídio, bem como evitar o seu acontecimento. 

Porque amarelo?

A história real que inspirou a cor amarela como símbolo da prevenção do suicídio envolve Mike Emme, um jovem que morava em Westminster, no Colorado, Estados Unidos. O rapaz era conhecido como Mustang Mike, pois havia comprado um modelo antigo do automóvel Ford Mustang, e trabalhou sem parar até recuperá-lo por completo; no fim, o pintou de amarelo, criando assim seu apelido.

Mike era apaixonado por seu carro e amado por seus amigos e família. Todos o viam como um garoto entusiasmado com a vida, engraçado e caridoso. Ninguém poderia imaginar o que ele, verdadeiramente, estava passando.

No dia 8 setembro de 1994, às 23:52 da noite, seus pais chegaram em casa e se depararam com uma cena que mudaria a vida de todos para sempre. Mike Emme estava morto dentro de seu tão amado mustang amarelo, em decorrência de um tiro.

O suicídio é a terceira causa de mortalidade no mundo e a cada 40 segundos uma pessoa tira a própria vida. Diversos fatores estão envolvidos e de risco que incluem perturbações mentais ou psicológicas como a depressão. Outros suicídios resultam de atos impulsivos devido ao estresse, dificuldades económicas, problemas de relacionamento ou até bullying.

Quais os sinais de alerta? 

Se a pessoa fala: 

- Que se sente um fardo, que se sente sufocada/presa, que está passando por uma dor insuportável, que não há razão para viver e que fala em que não deve estar mais neste mundo. 

Pessoas que estão considerando o suicídio apresentaram estados de humor depressivo, perda de interesse, raiva, irritabilidade e humilhação. 

Fiquem em alerta para ações como: 

- Aumento de álcool e outras drogas, procura formas de tirar a vida como buscas online de dicas de materiais e instruções, ações imprudentes, abandono de atividades, isolamento da família e amigos, dormir muito ou pouco, doar bens valiosos, visitar e ligar para se despedir. 

Como você pode ajudar? 

- Incentivar a procurar ajuda como dei alguns contatos no outro post e até mesmo a terapia. 

- Estimular contato com os familiares e amigos que lhe assegurem conforto e confiança, pode ser por telefonemas ou vídeos; 

- Tire de cômodos objetos que representem perigo; 

- Seja acolhedor, empático, não julgue e escute atentamente; 

- Ofereça sua companhia, busca de um profissional e redes de apoio; 

- Se ver que este conhecido está em perigo não o deixe sozinho; 

- Importante encorajar a falar sobre seus sentimentos;

- Entender seu sofrimento, pois não é frescura, não é drama e não é chamar atenção. 

Redes de Apoio:

O CVV – Centro de Valorização da Vida realiza apoio emocional e prevenção do suicídio, atendendo voluntária e gratuitamente todas as pessoas que querem e precisam conversar, sob total sigilo por telefone, e-mail e chat 24 horas todos os dias. Ligue para 188. 

Samu- ligue 192. 

Corpo de Bombeiros- ligue 193

Falar é a melhor escolha. 

Você importa, você é importante! 

Procurar ajuda profissional não é vergonha. 


Colaboração de: Paola Alves Pinto
"Amar a psicologia é amar, escutar e ajudar pessoas, ter empatia, olhar atento e humano. Ser psicóloga é enxergar o outro lado sem julgamentos e preconceitos, assim estabelecendo confiança e respeito. É fazer sentido para outras vidas."   

Formada em Psicologia (CRP: 5/53273), Pós-Graduada em Gestão Estratégica de Pessoas e Pós-graduanda em Saúde Mental e Atenção Psicossocial

Contatos: Facebook: paola.alves.750 /  Instagram: @psipaolaalves /  Tel: 21 967276568

Comentários