Na Minha Infância Tinha: Bozo

Bozo
Eu fui uma criança dos anos 80 e comecinho dos anos 90; particularmente uma época muito melhor do que esta agora. Época em que as crianças preferiam brincar com pião e bambolê do que se "requebrar" ao som(?) de um funk qualquer. Nesta época as meninas eram meninas, não eram mulheres em corpo de meninas como vemos hoje; nos dias atuais garotinhas de 9 anos vestem roupas apertadas e dançam eroticamente ao som de músicas apelativas.
Por isso, começo hoje a lembrar da minha infância e das coisas que existiam na época: músicas, programas de tv, brinquedos, desenhos e etc..
Para abrir esta coleção, nada melhor do que ele, o Bozo!!
Um palhaço que, hoje, dá até medo de se olhar, mas que embalou a infância de muita gente.

Bozo era um personagem criado nos Estados Unidos em 1946 por Alan Livingston, originalmente para a série de coletânea de discos com histórias infantis Bozo at the Circus. Fez sua primeira aparição na televisão americana em 1949, sendo interpretado pelo ator e dublador Vance Colvig. O programa do Bozo também foi produzido em outros países, incluindo México, Tailândia, Austrália, Grécia e Brasil, onde foi exibido pelo SBT de setembro de 1980 a julho de 1991.

O comediante Wandeko Pipoka foi escolhido por Larry Harmon, o dono da franquia, para ser o primeiro Bozo brasileiro da TVS (SBT), haja vista que o primeiro Bozo do Brasil foi o humorista José Vasconcelos que em 1954 fez a versão brasileira dos primeiros discos do Bozo americano.

Com o sucesso do personagem, vários atores locais representaram o Bozo ao mesmo tempo no TVS canal 4 de São Paulo (atual SBT SP), TVS Rio (atual SBT Rio), TV Alterosa (Minas Gerais) e TV Itapoan (Bahia, atual RecordTV Itapoan).

Em São Paulo/SP: Luís Ricardo, Paulo Seyssel (o Pula Pula), Décio Roberto (falecido em 1991). Em Belo Horizonte/MG: Jonas Santos e Evandro Antunes. No Rio de Janeiro/RJ Charles Myara e Nani Souza. E também Cau Alves em Salvador/BA, foram contratados para o papel no programa que ia ao ar nas manhãs e tardes da emissora, de 1982 a 1985, antes do programa ser transmitido via satélite para todo o Brasil direto do Sistema Brasileiro de Televisão de São Paulo, capital.

Personagens adicionais foram criados no programa, de acordo com a bíblia de formatos do personagem, personagens que já existiam no original americano, como o Papai Papudo (Gibe), Vovó Mafalda (Valentino Guzzo), Kuki (Rony Cócegas), Salci Fufu (Pedro de Lara) e o gorila King Bozo.

Durante o programa, eram realizadas brincadeiras com o auditório, sorteios, além de encenações com os personagens coadjuvantes do programa. O palhaço também lia cartas enviadas pelos telespectadores e cantava as músicas dos seus discos, que o fizeram ganhar discos de ouro por recorde de vendas.

Em 2017 foi lançado um filme sobre a história de Arlindo Barreto um dos intérpretes do lendário palhaço.

Mas o que fica mesmo é o antigo palhaço amigo da criançada.

Abaixo a abertura do programa:


Comentários